tera, 15 de outubro de 2019
 
FÉ E TRADIÇÃO NA PROCISSÃO DE SANT’ANA EM LUIZIANA

Aconteceu na manhã desse domingo (28), a tradicional procissão da Fonte de Sant’Ana localizada na Comunidade de Campina do Amoral, interior de Luiziana. A 51ª edição da Procissão marcou também a comemoração do dia de Santa Ana e São Joaquim comemorado oficialmente no dia 26 de julho.

Participaram da celebração especial que aconteceu as 8h da manhã de domingo na Capela Santa Terezinha fiéis de vários lugares que lotaram a Capela, a missa especial foi celebrada pelo Pároco de Luiziana Padre Sidinei Teixeira Gomes, após a celebração os romeiros seguiram a pé por cerca de 5km até a fonte de Santa Ana.

Participaram também desse momento especial integrantes do Grupo de Ciclismo de Luiziana Serra Osso, que saíram pedalando de Luiziana até a Capela Santa Terezinha em Campina do Amoral e de lá seguiram a procissão até a fonte de Santa Ana.

A Prefeitura de Luiziana, disponibilizou um ônibus para o transporte dos féis e também uma ambulância para acompanhar a procissão.

A Fonte se Santa Ana é Visitada por pessoas de todo o Brasil, o local se tornou um ponto turístico religioso de Luiziana. A procissão acontece desde 1968. Segundo relatos de Olga Costin, filha de Leonor Walter Costin pioneira da Comunidade de Campina do Amoral, há muitos anos, durante a Guerra do Paraguai, soldados acampavam na localidade onde hoje fica o distrito de Campina do Amoral. Diz a história que alguns homens doentes e machucados presenciaram a aparição de um profeta com o nome de São João Maria, que abençoou um olho d’agua e que da fonte, muitos foram curados.

Conta-se também que o profeta São João Maria permaneceu no local por muitos dias com os soldados e usava a água como remédio. Com isso várias pessoas passaram a fazer promessas para receber a cura. A primeira aparição do profeta teria sido registrada em 1954. Um casal sempre fazia oração no local, quando em um determinado dia viu uma coroa de flores  e a água ficou na cor de sangue. Outras pessoas também teriam presenciado alguns sinais, como a imagem de uma santa.

Na época os pais de Paulina Kaiser, proprietária do local, sonharam que a santa que apareceu na fonte era Santa Ana. Então, Paulina e seu esposo foram até Aparecida do Norte e trouxeram a imagem da Santa e colocaram no local. Através da fonte de Santa Ana, outro milagre teria acontecido. Luiza Ferri Alessi sobreviveu a um grave acidente, após sua mãe prometer a Santa Ana que se a filha sobrevivesse, ela faria uma gruta no local, tendo a graça alcançada.

Com o passar dos anos, testemunhas de milagres e pessoas que tiveram a graça alcançada passaram a deixar fotografias, roupas, muletas e objetos pessoais na gruta como prova de que foram curadas. Com frequência crianças são batizadas no local sob as águas de Santa Ana.

 

CONHEÇA A HISTÓRIA DE SANTA ANA E SÃO JOAQUIM

Relembremos a história dos pais de Nossa Senhora, e avós de Nosso Senhor Jesus cristo Santa Ana e São Joaquim.

Santa Ana e São Joaquim são um dos grandes milagres que vemos nas histórias, pois conta a história que apesar da idade avançada os dois não possuíam filhos devido a esterilidade, e isto os causava grande sofrimento, já que para os judeus não ter filhos era um sinal de maldição de Deus. Porém eles nunca desistiram de sua fé, e após muitas orações e muita fé Ana Engravidou, estava esperando Maria.

Era um grande milagre para o casal, Maria nasceu, já com a missão de gerar o Filho de Deus. Podemos atestar a santidade de Santa Ana e São Joaquim através da santidade de Maria, pois como diz um antigo provérbio: "pelos frutos conhecemos as árvores". Maria, ao nascer, não só tirou dos ombros dos pais o peso de uma vida de medo de uma maldição, mas ainda recompensou-os pela fé, ao ser escolhida no futuro para ser a Mãe do Filho de Deus.

Maria recebeu no lar formado por seus pais todo o tesouro das tradições da Casa de Davi que passavam de uma geração para outra; foi no lar que aprendeu a dirigir-se a Deus com imensa piedade; foi no lar que conheceu as profecias relativas à chegada do Messias.

São Joaquim e Santa Ana, pais Maria, foram, no seu tempo e nas circunstâncias históricas concretas, um elo precioso do projeto da salvação da humanidade.

Fone/Fax: (44) 3571-1287

Atendimento de segunda-feira à sexta-feira das 8h às 11h30 - 13h às 17h30

R. Dr. Miguel Viêira Ferreira, 22
Luiziana - PR, 87290-000

© 2014 Prefeitura de Luiziana - Todos os direitos reservados.